Make your own free website on Tripod.com

ARTIGOS DE RADIOAMADORISMO BRASILEIRO

COMO NÃO ACABAR COM UM PILE-UP

 

Autor do artigo: Dr. LEONAS KEITERIS - PY2 M O K



COMO NÃO ACABAR COM UM PILE-UP

Escreveu : Dr. Leonas Keiteris PY2 M O K - Leo (*)

A participação e contatos com estações DX de rádio pode ser uma atividade muito gratificante, ou algo mui frustrante, segundo como aparecem as coisas, e, porque não dizer segundo o grau de entusiasmo, organização e perseverança que aportamos.

Como se vivência o lado do operador DX que esta sob uma intensa pressão de um enorme pile-up.

Ofereço-lhes uma lista de técnicas operativas, (experiência própria em operação DX), que garantirão que um pile-up rápido e ordenado não acabe bruscamente (sem importar-se de que tamanho seja).

"QRP... QRP... QRP..."

Não tem motivo e objetivo esta prática muito comum, no radioamadorismo, principalmente tratando-se de pile-up.

Realmente ao operador de uma estação DX que esta sob um intenso pile-up não importa saber se a estação que chama é QRP ou QRO; pois essa é uma preferência estritamente pessoal do operador que chama e não do operador DX que esta sob a intensa pressão do pile-up.

Porque será que o operador que chama, pensa que o operador DX deve-lhe uma consideração especial em virtude da potência em que esta utilizando?

Se o operador DX conseguiu copiar 3 letras ( Q R e P)? Porque será que o operador que chama pensa que não poderá ser copiada algumas letras a mais e ter o indicativo completo anotado?

"Xray... Xray... Xray..."

Esta prática foi copiada dos "nets", e desafortunadamente hoje em dia é cada vez mais comum. Ultimamente esta prática também esta acontecendo no CW, realmente esta é uma maneira segura e muito elegante para arruinar muito rapidamente uma operação de DX de um enorme pile-up.

Pois com adoção desta prática é obrigatório realizar vários câmbios adicionais, como também o operador da estação DX sob um pile-up freqüentemente sente-se obrigado a repetir seu indicativo completo várias vezes, com uma conseqüente perda de tempo precioso, somente para que o capricho do operador da estação que chamou satisfaça-se e assegure-se de que o operador DX anotou corretamente seus sinais e indicativo.

Esta é uma questão que muito molesta o operador DX, além de que as autoridades que autorizam uma operação DX numa ilha remota fiscalizam as radio comunicações e podem enquadrar uma comunicação deste tipo como sendo uma operação incorreta das estações, pois esta fora dos códigos normais e atuais permitidos.

"Poderia mover-se para os 20 metros..."? ou "Poderia passar para CW..."?

Freqüentemente no meio de um pile-up sempre ouve-se algum havido DXista que necessita um QSO com o operador DX em outra banda ou em outro modo e solicita que o mesmo faça uma QSY, para uma freqüência vazia e morta, esta prática já não surpreende mais, sendo esta uma boa maneira de acabar com qualquer estação DX, principalmente num momento em que o operador DX esta desfrutando deste pile-up.

Veja bem, um operador não estaria trabalhando uma estação DX em uma ilha remota se não sentir alguma satisfação própria com o que esta fazendo e o mesmo não vai deixar de divertir-se naquele momento somente porque alguém necessita-o em outro modo ou em outra banda vazia e morta.

Outra prática que desencadeia a fúria dos operadores DX são perguntas do estilo :

"Operas também em CW" (ou SSB segundo o caso );

"Me indique quando estarás em outra banda/ ou modo";

E principalmente a desmedida pretensão de qualquer operador querer empurra-lo para qualquer outra freqüência vazia, morta e romper imediatamente com o pile-up.

"Meu nome é BOB... Bravo Oscar Bravo, meu QTH é ATLANTA, Alfa Tango Lima Alfa November Tango Alfa..."

Freqüentemente os operadores que chamam acham que o operador DX é um debilóide incapaz e que tem uma capacidade mental muito limitada daquilo em que esta ouvindo e copiando.

Naturalmente que um operador DX sabe e entende como codifica-se Bob, e se não conseguir copiar Atlanta em seguida o operador DX perguntará, ai sim, deve-se codificar o nome da cidade, nunca antes.

No QSO em DX deve-se evitar totalmente mencionar frases ou expressões supérfluas e irritantes do tipo:

("(Hi Hi, Old Man, one two three four five by one two three four five, break break, please copy", etc.).

"9 Kilo 2 Zulo Zulo, this is Papa Yelow 2 Que será Que será QSL, you are also five and nine. Over Over".

Por favor parem com isso, o operador DX já conhece muito bem seu indicativo, porque recorda-lo mais uma ou mais vezes.

Assim mesmo o operador DX já anotou seu dados e sinais pois acabou de lhe confirmar tudo no retorno.

Porque Over Over ? O operador que chama esta solicitando uma transmissão adicional? Em fim, porque dizer "Over"?

O melhor e mais pratico é apenas dizer seu indicativo e bay, largar o PTT e não mais ativar o VOX.

O operador DX nunca modifica o QTH, nome, o QSL manager e indicativo entre os QSOs.

Porque será que as estações que chamam sempre se dão conta que lhes faltou esta informação somente depois que terminou o QSO com o operador DX?

Normalmente esta solicitação adicional sempre é feita de forma beligerante por uma estação que não identifica-se sobremodulando uma outra estação que já esta em QSO com o operador DX. Naturalmente que o operador DX identifica-se, informando a sua estação, seu QSL manager e o seu QTH a cada dois ou três QSO, vindo apenas a codificar quando a estação em QSO lhe solicita.

Aparentemente isto não é suficiente e não satisfaz um grande numero de operadores, que possuem uma inexplicável necessidade de molestar o operador seguinte que em contato com a estação DX se vê sobremodulado com perguntas tolas, inexpressivas e sem fundamento. Se a estação DX não deu o indicativo, nome, QTH ou QSL manager por vários minutos e estando em QSO ai sim, pergunte-lhe.

Quando a estação DX solicitar repetição do sinal numérico, seu nome, indicativo, QTH, estado civil, profissão, ai sim, forneça-lhe tudo, caso contrário não diga nada, apenas seu indicativo e bay.

Os ingredientes chave que parecem faltar ao bom operador (não estão listados na ordem de prioridade), são : paciência, sentido comum e o que é mais importante : é a habilidade de escutar a freqüência. E a propósito... QRZ, para as estações que vem com poderia mover-se para..., Xray, Xray..., Over, Over... etc....

(*) Dr. Leonas Keiteris - PY2MOK Léo :

é advogado e técnico em eletrônica em São Paulo

--E.mail=py2mok@canada.com- --Site=http://py2mok/home-page.org-

Return to top

veja a página de manutenção de transceptores Click aqui


veja o site do livro

Radioamadorismo Hobby? ou Ciência! Click aqui

Manual de Antenas para o Radioamador Click aqui

Manual do PXista Click aqui